David Harvey em Recife no #OcupeEstelita

AGB Urbana

Fonte: Movimento #OcupeEstelita 

Quase seis mil pessoas atenderam ao chamado do Movimento Ocupe Estelita e compareceram ao cais de mesmo nome nesse domingo 16 de novembro. O Ocupão, maior já realizado até agora, contou com cinco pólos de atividades, que se desdobraram até das 13 horas às 23 horas. O evento contou ainda com a presença e o apoio do geógrafo britânico David Harvey, em passagem pelo Recife para palestra e lançamento de livros de sua autoria. Harvey ainda fez um breve pronunciamento, no qual disse que escrevia sobre o direito a cidade, e que o movimento pratica isso. E isso eh o mais importante.

A primeira das atividades da enorme programação prevista para ontem foi a roda de conversa interdisciplinar, da qual participaram os integrantes do Movimento Ocupe Estelita Liana Cirne e Érico Andrade. Liana repassou o grande conjunto de irregularidades e ilegalidades que orbitam desde a venda…

Ver o post original 255 mais palavras

A crise da subjetividade moderna e os caminhos para sua emancipação.

Por que nos recusamos a procurar o mal dentro de nós?

A nós, parece que o mal vive em outro local. […] ele não esta em nós, mas a espreita em […] determinados territórios do mundo […] Essa ilusão e esse tipo de autoengano ingênuos estão presentes no mundo hoje […] nos recusamos a procurar o mal dentro de nós. Por que? Porque isso é insustentavelmente difícil e subverte a lógica da vida cotidiana de uma pessoa comum. (Bauman, Zygmunt. CEGUEIRA MORAL: A perda da sensibilidade na modernidade líquida. Zahar. 2014).

 A estrutura cognitiva e emocional da subjetividade moderna, que orienta a ação e a tomada de decisão, parece incapaz de representar adequadamente os fenômenos da modernidade, paralisando a ação emancipadora. Medo, impotência e voluntarismo são manifestações que resultam da perda de capacidade de representar o mundo real. Cria-se um contexto social que favorece a disseminação da cultura do medo e da violência em detrimento da ação solidária e cooperativa.